Sobre várias matérias



O Período Regencial - Introdução

Quando D. Pedro I deixa o trono e vai embora para Portugal, D. Pedro II ainda não tinha idade para assumir o trono. Por isso é colocado um Regente para governar em seu lugar até que o futuro imperador atingisse a maioridade. O Período Regencial é um dos mais conturbados na história nacional. 

Era previsto pela condição que nesses casos, seria eleita uma regência trina, pelos legisladores. Essa eleição faz com que o período regencial seja considerado uma experiência democrática dentro da monarquia. 

Nesse período disputavam o poder dois projetos, o Centralizador e o Descentralizador ( defendia maior autonomia provincial). Essas frentes se alternam no poder durante o período que pode ser dividido em:

  • Avanço Liberal ( 1831-1837)
  • Regresso Conservador (1837 - 1840)

É dividido também em:

  • Regência trina Provisória (1831)
  • Regência trina Permanente ( 1831 - 1835)
  • Regência una de Padre Diogo Antônio Feijó ( 1835 - 1837)
  • Regência una de Araújo Lima ( 1837 - 1840)

Os partidos, grupos políticos, que disputavam poder nessa época eram:

  • Restauradores: Desejavam a volta de D. Pedro I
  • Liberais exaltados: Eram republicanos e desejavam a descentralização.
  • Liberais moderados: Defendiam a monarquia ma sem absolutismo. Em 1837 se dividem em Progressistas e Regressistas. Em 1840 os progressistas se transforma em Partido Liberal, e os regressistas em Partido Conservador.


Notes
  1. meusresuminhos posted this